O outro lado da história do Dia das Crianças!

Qual é o significado do Dia das Crianças? É só mais uma data comercial ou pode ser mais que isso? Descubra seu papel.

diadascriancasAo longo do ano temos tantas datas comemorativas que nos dá a sensação de serem puramente comercial, só para vender presentes.

Agora que chegou o dia das crianças fui animada atrás da história do Dia das Crianças. Achava que, como as “pequenas pessoas” são tão importantes em nossas vidas, deveria haver alguma coisa boa por trás dessa data. Algo relacionado ao cuidado, luta pelos direitos, saúde ou mesmo à felicidade dos pequenos.

E, para minha decepção, a verdade é que com o Dia das Crianças não foi diferente, é mais uma data comercial. Mas divido com vocês o que encontrei e idéias de como podemos enfocar essa data de uma maneira melhor.

A UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) considera o dia 20 de Novembro, o dia das Crianças, porque nessa data se oficializou a declaração dos Direitos da Criança (Alimentação, Amor e Educação). Pelo menos tem mais significado.

No Brasil o dia 12 de Outubro foi escolhido “à dedo”, por projeto de lei, pelo Deputado Galdino do Valle Filho em 1924. Como sempre nosso políticos vão só criando as leis mas na hora de obedecer as mais importantes como seria o caso dos Direitos das Crianças…

No início, a lei “não pegou”. Mas em 1960 uma mega campanha de marketing dos Brinquedos Estrela com a Johnson & Johnson, para aumentar as vendas, fez com que a lei “vingasse”.

É… infelizmente, não podia existir uma data mais comercial que essa. Mas como podemos mudar esse cenário e redirecionar nossos esforços para garantir a alegria das crianças?

É claro que, de certo modo, os brinquedos trazem sim alegria para as crianças. Mas talvez se nós nos dedicarmos a buscar a alegria de mais alguma criança que não seja só a nossa, possamos dar ao Dia das Crianças outro significado que não o apenas comercial.

Algumas pessoas se dedicaram por vários dias e conseguiram organizar uma festa beneficente, como foi o caso da Angi, mãe de Guri. Parabéns pela iniciativa e pelo sucesso da festa.

Mas você não precisa ir tão longe se não puder. Então, vale doar os brinquedos que seus filhos já não usa mais, ou comprar alguns brinquedos para doar a um orfanato. Ou apenas visitar um orfanato, ou um hospital para dar um pouco de carinho e atenção às crianças (que é de graça, e você não vai endividar por isso). Também pode ser ajudar um parente mais distante que não tem as mesmas oportunidades que seu filho tem. Ou seja, qualquer coisa que esteja ao seu alcance e transforme a data em algo mais que meramente comercial.

Sem dúvida os nossos pequenos não devem ser deixados de lado. E ainda que não ganhem um brinquedo de última geração, ganharão todo carinho, atenção e um pacote de Beijos Infinitos. Alguma mãe pode dar algo mais valioso do que isso?

Um Beijo e FELIZ DIA DAS CRIANÇAS!

Fernanda

 

 

Não perca as novidades!