Teste do Olhinho – Fique de Olho

Seu filho passou no teste do Olhinho? Já ouviu falar em Reflexo Vermelho? Que exame é esse? Quando e como é feito? O que ele detecta? Fique atenta a essa parte tão preciosa.

ped-bruchnerVocê conhece o teste do olhinho? Já falamos aqui do pezinho outro dia. Hoje vamos falar de um exame, que apesar de estar na coluna #Sóumapicadinha, não usa agulha e não dói. É outra parte preciosas do corpo do bebê que merece atenção especial e por isso esse exame leva seu nome: o Olhinho.

O que é e como é feito o teste do Olhinho?

Também conhecido como teste do Reflexo Vermelho. Esse é um teste simples, rápido e indolor no qual utilizamos um aparelho que emite uma luz e visualizamos se na parte preta do olho do bebê (a pupila) faz um reflexo de cor vermelho. Isso é o que ocorre normalmente com todas as pessoas, indicando que não existe obstáculo para que e a luz entre no olho e a criança possa desenvolver sua visão adequadamente.
O aparelho utilizado é o oftalmoscópio, e o exame realizado de preferencia com o ambiente escuro para facilitar a visualização do reflexo.

Para que você possa entender um pouquinho mais é o mesmo efeito que notamos algumas vezes nas fotografias quando dizemos que “o olho ficou vermelho”.
Se o Pediatra identificar qualquer alteração ou não conseguir realizar o exame deve encaminhar a criança para o oftalmologista.

Quando deve ser feito?

O ideal é que seja feito pelo pediatra ainda na maternidade antes de dar alta para o bebê. Se não foi realizado deve ser feito logo na primeira consulta com seu pediatra, que deve ser ao redor dos 10 dias de vida (Guia de consultas aqui).

Quanto custa?

Existem estados em que a realização do exame é obrigatória e gratuita nas redes do sistema único de saúde. Em outros não é obrigatório mas pode ser feito quando solicitado. A maioria realizam o exame como triagem nas primeiras consultas e sem custo.

O que ajuda a detectar?

Ajuda a detectar alterações que atrapalham a entrada da luz no olho, atrapalhando a visão. Entre elas catarata congênita, glaucoma congênito e alguns tumores e inflamações dessa região. Quando diagnosticadas desde o início o tratamento precoce pode prevenir a perda completa da visão. Estima-se que 80% dos casos de cegueira poderiam ser evitados.
É importante reforçar que é um exame de triagem, ou seja detecta alguns tipos de doenças e na maioria desses casos, no entanto existem outras doenças que só podem ser diagnosticadas pelo oftalmologista e com exames mais específicos. Como é o caso do exame que necessitam fazer os prematuros, eles devem ser acompanhados pelo oftalmologista.

Espero ter esclarecido um pouco, e “FIQUE DE OLHO” no Olhinho do bebê.

Curta nossa FanPage no Facebook. Entre em contato conosco clicando aqui ou direto no seupediatra@gmail.com

Dra. Fernanda Freire

Referências:
Sociedade Brasileira de Pediatria
Sociedade Brasileira de Oftalmologia Pediátrica

Texto Publicado originalmente em 2/10/2014.

Não perca as novidades!